segunda-feira, julho 03, 2006

29- A COPA DE 70

A Copa de 2006 me leva de volta à de 1970... Ainda não sei se o Brasil chegará à final, se será hexacampeão ou voltará pra casa com o rabo entre as pernas. Mas já valeu pelas lembranças de 70...
O Brasil ganhara afinal! Tri-campeão!!! A euforia que tomou de todos era palpável na vibração que se sentia no ar, nos sons, nas cores (verde e amarelo em tudo), nos rostos das pessoas que passavam em frente à minha casa na Av. Rebouças, em São Paulo, naquela tarde.
Logo percebemos (alguns primos assistiram ao jogo final em minha casa) que o povo se dirigia à Rua Augusta, à famosa, chic e super-frequentada Rua Augusta, centro de aglomeração da juventude na era pré-shopping (há muito tempo atrás) na zona Sul de São Paulo.
Fomos correndo pra lá e um mar de gente tomava a rua por vários quarteirões. Os carros não trafegavam e os pedestres subiam e desciam a rua, cantando, dançando, pulando como loucos.
Em meio a toda essa loucura, uma coisa saltou à minha vista, me surpreendeu e permanece na lembrança daquele dia feliz: alguém havia conseguido abrir a caixa de controle de um semáforo e usava-o para fazer as luzes piscarem, alegres e ensandecidas: verde e amarelo... amarelo e verde... verde e amarelo...

Um comentário:

Lou disse...

"abrir a caixa de controle de um semáforo"
Naquele tempo tinha cada uma...

Gostaria de ter vivido nesse tempo. É uma pena. Imagine ter conhecido uma caixa de controlo de semáforo, só mesmo os velhinhos. Hi, hi...